Dentro de um laboratório existe a necessidade de usarmos água tratada em muitas análises. Um exemplo seria uma análise de quantidade de íons X+ em uma determinada amostra, a qual precisa ser diluída em água para ser analisada. A água utilizada para essa diluição precisa ser totalmente deionizada, pois a água que chega em nossa torneira é rica em sais e pode conter o mesmo íon X+ o que acarretaria em um erro na análise.

Um dos métodos mais utilizados para ser tratar água é a destilação. O Destilador de água tipo Pilsen  ainda é muito utilizado nos laboratórios, o qual possui um rendimento em torno de 1:20 quando bem regulado. Esse rendimento nos diz que a cada 1 litro de água destilada temos 20 litros de água descartada, o que em muitos casos chega a ultrapassar os 50 litros de água descartada para cada 1 litro de água destilada.

Uma alternativa para se obter água destilada sem desperdício seria utilizar o Destilador Econômico de Bancada . O Destilador Econômico de Bancada é muito utilizado em farmácias de manipulação, pois a cada 4 litros de água comum colocado no seu reservatório ele gera 3,8 litros de água destilada em ciclo de serviço de aproximadamente 5 horas com um consumo de energia baixo e um sistema que desliga o Destilador automaticamente após o ciclo.

Osmose Reversa  é um equipamento mais sofisticado que o Destilador e possui um rendimento de 1:3, ou seja a cada 1 litro de água purificada temos 3 litros de água rejeitada. Um equipamento deOsmose Reversa pode possuir diferentes versões. Uma Osmose Reversa simples possui uma membrana semipermeável, um filtro de polipropileno e um filtro de carvão ativado. Um modelo mais completo da Osmose Reversa pode conter além dos itens mencionados anteriormente, uma coluna desmineralizadora, um filtro absolutobomba de pressurização e tratamento U.V. Um outro equipamento muito utilizado para tratamento de água é o Deionizador de Água.

O Deionizador de Água não possui água de descarte, ou seja, toda água que entra no sistema saideionizada. Uma resina mista (catiônica e aniônica) compõe o Deionizador que faz as trocas dos íons por um processo totalmente físico. Quando sua resina fica saturada (varia de acordo com as características da água de entrada), a mesma pode ser regenerada e ser utilizada novamente.

Para a obtenção de água para análises que necessitam de um grau de pureza muito elevado (HPLC, Cromatografia Gasosa, espectroscopia UV, procedimentos enzimáticos sensíveis; Produção de água grau reagente ASTM tipo I; Alimentação de água para instrumentos analíticos, análises orgânicas, extrações com fase sólida e fluorometria), existem alguns equipamentos mais sofisticados, tais como o Sistema de Ultrapurificação da Água.