Usada para mudar um líquido de um lugar para outro através do processo de aspiração ou ainda de dispensação de material biológico, a pipeta de Pasteur é feita polietileno e seu processo de enchimento ocorre através da sucção e a transferência de amostras é feita pelo bulbo para que a solução seja transferida por completo. Diferentemente da pipeta volumétrica e graduada a pipeta de Pasteur não tem volume determinado, podendo-se pipetar a quantidade que for necessária. A Microbiologia é o campo onde as pipetas de Pasteur são principalmente usadas porque eles trabalham com quantidades muito pequenas e sem volumes pré-definidos.

Quando o líquido vai ser aspirado para a pipeta é usado um pompete ou um macrocontrolador. A graduação da pipeta de Pasteur é feita em alto relevo o que permite uma maior e melhor visualização dos líquidos presentes nela seja na hora de aspirar ou dispensar os líquidos. Jamais a pipeta deve ser soprada para ser esvaziada por completo.